Mãezinhas
  •  

    Barrigudinhas

  •  

    Mãezinhas

  •  

    Pequenos

  •  

    Dicas

  •  

    Família

  •  

    Festas

    • 1

      Barrigudinhas

      Diário de Gravidez: Terceiro Trimestre

      29/06/2016 POR Bruna Brenneisen

      Novas mudanças, outros acontecimentos, mais transformações. A chegada do último trimestre da gravidez carrega tudo isso e mais um pouco.

      Chegamos no terceiro e último trimestre de gravidez. Ihuuuul! \\0/ Estou mega-ultra-hiper-master-blaster-power animada, rs. O terceiro trimestre tem início oficialmente na 28ª semana, e hoje eu estou oficialmente na 32ª (e três dias, pata ser mais exata, rs). Recordo-me que na gravidez da Clarinha, essa etapa demorou muuuito a passar. Ao mesmo tempo que eu tinha um sentimentozinho de “-Nossa, logo ela está aí, passou rápido!”, o sentimento que predominava sempre era o de: “-Mas bah, esse último trimestre parece que tem 6 meses!” O tempo de gestação de um bebê, dentro do normal é de 40 semanas, mas pode acontecer de a bolsa romper antes, lá pela 38, ou depois, até as 42, estes prazos estão dentro da normalidade. Mas subconscientemente quando cheguei a 37ª semana, já estava com aquela sensação e expectativa de “-Pode ser semana que vem!”. Mas não foi, rs. Clarinha ficou até o prazo máximo, nasceu com 42ª semanas e 1 dia de gestação, isso, porque teve um parto induzido, porque se dependesse dela, ficava lá por mais tempo.

      Dessa forma, como cheguei novamente no último trimestre já tenho a sensação de “-Está quase!”, mas sei que pode demorar um pouquinho mais do que sinto. Veremos! Um dos motivos desse semestre parecer que demora mais, é então a ansiedade, e o próprio físico da gravida. O corpo e as atividades ficam mais limitadas e isso vai gerando um incômodo bem maior do que eu tinha até então. Vou elencar alguns detalhes que se passam comigo durante esse último trimestre.

      Fome: diria que está forte, não tanto quanto o primeiro trimestre, que eu comeria um pacote de 5 quilos de arroz (exagerei), mas também está maior do que se não estivesse grávida, claro. Sinto fome de três em três horas e nem sempre consigo comer apenas os alimentos que deveria. Tenho deixado um pouco a desejar nesse quesito.

      Peso: o tópico anterior, leva consequentemente ao aumento de peso. Confesso que meio que abandonei sabe (neste tópico você considere por favor aquela frase que diz: “-Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço!” Sei que não deveria desistir de me cuidar, porque me cuidar é cuidar do bebê. E não que eu tenha me relaxado por completo, mas como falei antes, estou deixando a desejar, poderia estar me cobrando mais. Mas é que todas as vezes que eu fui um pouco mais extremista, pelo menos na balança não obtive nenhum resultado mesmo, e isso acaba desanimando. Mês passado minha filha acabou quebrando a balança lá de casa, e acabei me perdendo muito nos números, mas sei que são muitos, bem acima do que deveria, infelizmente. Novamente passarei por sufocos para voltar ao meu peso do início, além é claro que me preocupar com as complicações com o aumento de peso pode trazer, como pré-eclampsia, dificuldades no parto, entre muitas outras.

      Sono: ah que dificuldade! A maior de todas eu diria, rs. A barriga está enorme e é bem complicado pra encontrar uma posição confortável. Tenho muita falta de ar, algumas posições incomodam, trazem a sensação de estar apertando o bebê, e outras, doem a mim mesmo. O Francisco é MUITO agitado, e é bem inquieto a noite. Levanto o tempo inteiro, pelo menos 5 vezes (no mínimo) pra ir ao banheiro, e tenho muita dificuldade pra voltar a dormir. Sem contar as pelo menos três vezes por noite que a Clarinha acorda e grita: “- Mamãe!” e eu tenho que ir para o quarto dela fazer ela dormir novamente. Ela não volta a dormir no mesmo momento e pede que eu conte histórias e canta músicas. Isso acaba demorando e me despertando por completo. Passo algumas noites realmente em claro, e por isso venho me sentindo bem cansada. Sempre fui de ir pra cama mais tarde, hoje em dia, estou indo geralmente às 23h30, porque sei que vai ser uma noite loooonga. Isso me deixa um pouco frustrada e triste as vezes, durante a madrugada acaba me dando algo como uma mini crise de stress, uma vontade de chorar, por querer muito descansar e não conseguir. Mas as vezes o problema está comigo, eu deito e me falta ar, a posição dói, o cérebro não desliga e quando as coisa estão começaaaando a se ajeitar, ou a Clara acorda, ou preciso ir ao banheiro, e voltamos pra etapa número 1 novamente. Sem contar que estou em um estado permanente de gripe, que ora melhora e ora piora, e como toda gripe, a noite ela realmente ataca, dificutando muito o sono.

      Sensibilidade: sempre fui, sou e serei bem sensível, então não sei medir muito se isso tem aumentado. Muito se fala sobre as oscilações de humor na gestação, mas acredito que pelo menos isso, não me afeta muito (ah não ser um dia, em que eu pedi ao meu pai que comprasse um chineque farofado – uma massinha típica e tradicionalíssima da minha cidade - sem creme e ele me trouxe com creme. Isso mexeu muuuuito comigo e fiquei bem triste e furiosa por dentro, mas lógico que tive que me controlar e respirar fundo, rs. Parece ridícula essa história e é mesmo, por isso até acho que nessa ocasião meus hormônios estavam alterados, porque não faz muito sentido né).

      Ansiedade: ando bastante ansiosa, mas tentando me controlar bastante. Faço o exercício de respirar fundo, e as vezes, só as vezes, ajuda. Sempre fui muito ansiosa, então era de se esperar que ficasse ainda mais num momento como este. Tento cuidar com isso, porque de fato me faz muito mal, afetando muitos momentos do meu dia-a-dia

      Exames e ultrassons: ainda não fiz os exames do último trimestre, os farei na próxima semana. Os do segundo trimestre deram, graças a Deus, tudo certinho e dentro da normalidade comigo. Quanto a última ultrassom feita, tudo ótimo também, o Francisco está crescendo forte e saudável até o momento. E isso me deixa muito feliz! Tenho sentido algumas vezes as contrações de braxton, que saão aquelas contrações de treinamento. Acho incrível, pois na primeira gestação eu de fato não passei por isso, assim como não tive dores nas costas, coisa que agora tem sido bastante intensa e tem me incomodado bastante.

      Com relação a Clarinha e ao Darlan tudo está sendo muito bom, sinto que eles estão vivendo bem essa espera. Logo vai ao ar um post que vai falar um pouco dessa relação da Clara com o mano, que muito tem me surpreendido!

      Bem ali nas últimas semanas mesmo, pretendo fazer mais um post atualizando as informações por aqui e contando as novidades.

      Obrigada por chegarem até aqui. Abraço fraterno e até a próxima!

      Diário de Gravidez: Terceiro Trimestre

      A mãezinha

      Bruna Brenneisen

      Publicitária, 23 anos, mãe da Clarinha e do Francisco, e idealizadora do projeto Mãezinhas.com

    Comente com o facebook
  •  
  •  
  •  
  • Bruna Brenneisen
     
     
    Encontro Mãezinhas 2017 - Com Super Nanny
     
     

    MAIS LIDAS

    FOLLOW @BLOGMAEZINHAS
       
    https://api.instagram.com/v1/users/2234105776/media/recent/?access_token=2234105776.1677ed0.2dda7fa43df54a1193afd8bf7127e7c7&count=12
  • Sabe aquele tipo de casal que você fala: “-Mano, eu boto muita fé neles!”!? É esse casal da foto que casou ontem. Costumo dizer que pra um casamento ser pra sempre nos dias atuais, com tantas possibilidades de desistir pelo caminho sendo cada vez mais facilmente oferecidas, somente é possível tendo Deus no meio, porque daí o casamento passa a ser vivido em sua totalidade. Sabemos que nos casamos não só com a figura do no nosso companheiro (a), é um laço com Deus, e é eterno. Esse casal aqui tem Deus no meio, início e final. Inspiram espera, renúncia, persistência e alegria pra viverem tudo isso! Carol, Mú, vocês costumam falar que somos inspiração pra vocês, preciso dizer aqui que vocês nem sabe o quanto também são inspiração pra gente, daquele tipo que faz pensar: “-Tomara que meus filhos sejam como eles!” Parabéns por ontem e por toda história de vocês. Estaremos aqui pro que der e vier! Amo vocês! ❤️ #ogrinhosday
  • Só eu que tenho vontade de esmagar demais!?
  • Dia de sentir Deus em todos os lugares. Até brincando aos sons dos passarinhos! ❤️
  • Aqui está o meu coração! ❤️ #família
  • O Rio de Janeiro continua lindo [...]
  • Alguém falou “diversão!?”
  • Mais uma viagem deliciosa começou. Dias pra ficar pertinho, colado, praticamente grudado, porque se essa não é a parte mais deliciosa de uma viagem em família, eu não sei qual é! ❤️ #família #amormaior
  • 5 anos atrás iniciava um novo ciclo que escreveria toda a história da minha vida dali em diante. 
Como diz a poeta: “Tú é o ser mais bonito que eu tive a sorte de conhecer!” Te amo @soudarlan ❤️
  • Inspirados e revigorados para dar e ser o melhor que pudermos naquilo que amamos. Trabalhar pra nós é uma missão, uma forma de ser feliz, fazer pessoas felizes e um mundo melhor. (Fotos RD 2018 e RD 2017) ❤️
  • Minha mocinha! ❤️ Minha parte!
  • Meu mocinho! ❤️ Minha parte!
  • Parece que foi ontem mesmo que eu pedia incessantemente a minha mãe, que me deixasse dormir na casa da minha prima Táta. Eram os dias mais esperados da minha infância! Alguns aninhos mais tarde chegou a hora das nossas filhas fazerem a mesma coisa. Emocionada estou, apenas isso. ❤️
Duas Clarinhas lindas que mais parecem irmãs do que primas! 😝
  • Bruna

    Brenneisen

    QUEM É ELA?

    Publicitária, 24 anos, mãe da Clarinha e do Francisco.

    É casada com Darlan, um papai designer e empreendedor muito dedicado, que não poupou esforços para dar vida a este grande projeto, chamado mãezinhas. Apaixonada pelas palavras escritas, criou o blog para compartilhar das experiências maternas com outras futuras e atuais mamães. Seu maior sonho sempre foi ser mãe, e torná-lo real dia após dia, torna-se uma grande e maravilhosa aventura da vida real, encarada corajosamente por tantas e tantas mulheres pelo mundo a fora.

  •  
  •  
  •  
  •  
    Copyright © 2018. Mãezinhas Todos os direitos reservados.
    Mãezinhas