Mãezinhas
  •  

    Barrigudinhas

  •  

    Mãezinhas

  •  

    Pequenos

  •  

    Dicas

  •  

    Família

  •  

    Festas

    • 2

      Barrigudinhas

      Mitos e verdades sobre a gestação

      14/03/2016 POR Bruna Brenneisen

      Durante os 9 meses em que uma mulher carrega um bebê em seu ventre, ouve muitos, mas muitos conselhos. São tantas dicas, orientações e curiosidades ouvidas que por vezes não sabemos no que acreditar. Separamos 5 mitos e 5 verdades sobre a gestação que estão entre os assuntos mais ouvidos e que, como gestantes, nos deixam com uma pulga atrás da orelha. Vejamos:

      Mitos: 

      1. "Se a gestante tem muita azia, certamente o bebê nascerá cabeludo!"

      Uma coisa não tem nenhuma relação com a outra. A nutricionista Tatiana Zanin do portal Tua Saúde, afirma que a azia está relacionadas a dois motivos, como a progesterona que afeta o sistema digestivo e a compressão do estômado devido ao crescimento do bebê.

      2. "Grávida precisa comer por dois!"

      A orientação dos médicos para as mamães é que comam de forma nutritiva e variada, mas não há necessidade de dobrar a quantidade de comida ingerida. Isso só fará aumentar o peso da gestante, tornando mais difícil o processo de retorno ao seu peso inicial, após o parto.

      3. "Uma vez que você faz cesária, somente poderá fazer outras cesárias no futuro."

      Segundo o portal Baby Center Brasil, pesquisas recentes indicam que a realização de um parto vaginal após uma cesárea é mais segura do que se imaginava. Um dos principais motivos para não tentar o parto normal depois de cesariana seria o risco de haver uma ruptura uterina, mas estudos mostram que esse risco não ultrapassa 0,8 por cento. A ruptura uterina ocorre quando a cicatriz no útero de uma primeira cesariana se rompe, geralmente durante o trabalho de parto, o que pode ser extremamente perigoso para a mãe e para o bebê. Mas casos assim são muito raros.

      4. "Se sua barriga está com o formato muito arredondado seu bebê é menina, se é mais pontuda é menino".

      Não existe nenhuma influência do sexo do bebê no formato da barriga. “A barriga da mãe cresce conforme anatomia e genética da gestante, sem nenhuma influência do sexo do feto”, afirma o ginecologista e obstetra Dr. Guilherme Fernandes, da SOGESP (Associação de Obstetrícia e  Ginecologia de São Paulo).

      5. "Ingerir cerveja preta aumenta a produção de leite da mulher."

      Não existem evidências científicas que comprovem que o consumo de determinado alimento ou bebida aumente a produção de leite. De acordo com Dolores Fernandez, médica e especialista em aleitamento materno, o consumo de cerveja e de qualquer outra bebida alcoólica pode, na verdade, prejudicar a amamentação. 

      Verdades:

      1. "O pé da gestante pode crescer até uma numeração."

      Já existem estudos que comprovam que a gravidez pode alterar permanentemente o tamanho dos pés das gestantes, tornando-os mais cumpridos e mais largos.

      2. "Depois que o bebê nascer a mamãe continuará sentindo pequenas contrações."

      De acordo com o portal einstein.com.br: "Nos três primeiros dias depois do nascimento, as contrações uterinas provocam cólicas abdominais, principalmente ao amamentar. Isso é resultado da liberação de um hormônio chamado oxitocina, que entre outras funções, estimula a contração do útero para diminuir o sangramento do puerpério.".

      3. "É preciso aumentar a ingestão de líquidos para uma maior produção de leite materno."

      Especialistas indicam evitar apenas bebidas como cafés, refrigerantes e bebidas industrializadas. As demais são muito benéficas para a produção de leite.

      4. "Muitos papais também sentem alguns sintomas das gestantes."

      Essa afirmação foi feita cienificamente já em 1960 pelo psiquiatra britânico Trethowan. Essa síndrome leva o nome de Síndrome de Couvage ou Síndrome do Homem Grávido, não acontece com todos os papais gestantes, mas está predisposta a ocorrer com papais de desejam muito o bebê e se envolvem demais com a gestação da parceira, que tem um conjunto de alterações psicológicas que acabam se refletindo fisicamnte.

      5. "Ficar sem se alimentar aumenta o enjoo."

      De acordo com especialistas, ficar sem comer por muito tempo pode sim aumentar o enjoo e mal-estar. É importante que a gestante se alimente de maneira frequente, com refeições leves e com pouca gordura.

      Muito provavelmente você já deve ter ouvido a maioria dessas frases. Vale ressaltar que é sempre bom ter o sensor de desconfiômetro ligado, e buscar comprovar as informações. A melhor maneira pra sanar as dúvidas, é conversar sempre com seu médico, ele é a pessoa ideal para passar as informações que você precisa de forma segura. 

      Crédito foto: Shutterstock

      Mitos e verdades sobre a gestação

      A mãezinha

      Bruna Brenneisen

      Publicitária, 23 anos, mãe da Clarinha e do Francisco, e idealizadora do projeto Mãezinhas.com

    Comente com o facebook
  •  
  •  
  •  
  • Bruna Brenneisen
     
     
    Encontro Mãezinhas 2017 - Com Super Nanny
     
     

    MAIS LIDAS

    FOLLOW @BLOGMAEZINHAS
       
    https://api.instagram.com/v1/users/2234105776/media/recent/?access_token=2234105776.1677ed0.2dda7fa43df54a1193afd8bf7127e7c7&count=12
    Notice: Trying to get property of non-object in /home/blogbruna/public_html/restrito/pg/configuracoes/_configGerais.php on line 200

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/blogbruna/public_html/restrito/pg/configuracoes/_configGerais.php on line 200

    Bruna

    Brenneisen

    QUEM É ELA?

    Publicitária, 24 anos, mãe da Clarinha e do Francisco.

    É casada com Darlan, um papai designer e empreendedor muito dedicado, que não poupou esforços para dar vida a este grande projeto, chamado mãezinhas. Apaixonada pelas palavras escritas, criou o blog para compartilhar das experiências maternas com outras futuras e atuais mamães. Seu maior sonho sempre foi ser mãe, e torná-lo real dia após dia, torna-se uma grande e maravilhosa aventura da vida real, encarada corajosamente por tantas e tantas mulheres pelo mundo a fora.

  •  
  •  
  •  
  •  
    Copyright © 2019. Mãezinhas Todos os direitos reservados.
    Mãezinhas