Mãezinhas
  •  

    Barrigudinhas

  •  

    Mãezinhas

  •  

    Pequenos

  •  

    Dicas

  •  

    Família

  •  

    Festas

    • 8

      Família

      Uma casa arrumada é uma casa triste!

      01/02/2017 POR Bruna Brenneisen

      Acordei com essa manchete, do saudoso filósofo Mário Sérgio Cortella, estampada em vários veículos de comunicação. “Imagina só o tamanho da felicidade que temos aqui em casa!”, pensei obviamente no instante em que a li. Acho até que vou mandar emoldurar um quadro para a sala com esses dizeres, adesivar o boxe dos banheiros com ela, e a colocar no desktop no meu computador. Isso tudo pra eu poder lembrar dessa afirmação o tempo todo, todos os dias eu que eu respirar cansada com vontade de reclamar pra mim mesma do caos em que minha casa se encontra.

      Você pensa que já viu uma casa bagunçada até ter filhos. Depois que eles nascem você passa a ter a verdadeira noção de que o que é ruim pode piorar, e muito! Que mãe nunca chorou de soluçar por não aguentar mais ver tanto brinquedo, roupas e utensílios diversos fora do lugar? Que mãe que nunca fingiu precisar ir ao banheiro apenas para ter uns poucos minutinhos de sossego e fugir da loucura toda da casa? Que mãe que nunca rezou para que a visita atrasasse para poder disfarçar a bagunça, ou até entulhou tudo em um único canto da casa e fechou as portas para escondê-la? E depois, se não bastasse você ter que aturar seu cansaço por passar seus dias organizando a casa e guardando os brinquedos do seu filho no lugar, você ainda tem que aturar a sua consciência que fica te trazendo aquele sentimento de culpa por estar fazendo as coisas por seu pequeno, em vez de deixar que ele aprenda a ajuntar sua própria bagunça. Mas Deus sabe que você tenta, Ele sabe que você se esforça pra ensinar seus pequenos a serem crianças organizadas, mas Ele também sabe que é tão mais rápido quando você mesma arruma tudo, em vez de ter que passar 3 horas e meia conversando, incentivando e ajudando a arrumar. Ahhh essa vida de mãe!

      Só quem é mãe sabe como é maravilhoso aquele sentimento de felicidade que dura poucos minutos, em ver uma casa arrumadinha, com almofadas nos sofás em vez de panelas, e um piso ou tapete no chão que pode ser facilmente visualizado e pisado, sem medo de objetos pontiagudos como lego, entrando pelo seu pé adentro. Mas só quem é mãe sabe o quanto é estranho quando seu filho mais velho está na escolinha e o mais novo adormece, e a casa fica aquele silêncio enorme, com aquele sentimento de vazio, de que falta alguma coisa.

      A gente reclama do caos, e de fato precisa de alguns momentos de calmaria, mas pior ainda seria não ter nada disso. Se o brinquedo está no chão é porque alguém esteve ali brincando. Se sua escova de cabelo preferida está em cima da cadeira da cozinha, é porque alguém estava fingindo ser cabelereiro(a); se seu desodorante aerossol está em cima da cama é porque esse mesmo alguém agora passou a ser um (a) super cantor (a), e se as panelas estão em cima do sofá é porque logo em seguida ele se tornou um grande chefe de cozinha!

      A infância passa tão rápido e não podemos deixar ela escorrer por entre os nossos dedos. Chega de limitações. A maioria das crianças de hoje não sabem o que é ter um quintal pra brincar, pra desenhar uma amarelinha no chão de barro com um galho de árvore, pra encontrar joaninhas pelo terreno ou pular numa poça de lama em um dia de chuva. Passei meses tentando encontrar uma para que minha filha pudesse realizar esse sonho!

      Quero poder deixar de ser egoísta e olhar apenas para o que é confortável pra mim, e me lembrar diariamente que a bagunça da minha casa é responsável pela maior parte da minha felicidade! Quero poder não esquecer que se existe bagunça é porque existiu antes dela crianças produzindo ideias, desenvolvendo a imaginação e sendo felizes. As minhas crianças! Elas só estão vivendo a melhor parte das suas vidas, que por sinal, vai determinar muito do que elas serão no futuro!

      Uma casa arrumada é uma casa triste!

      A mãezinha

      Bruna Brenneisen

      Publicitária, 23 anos, mãe da Clarinha e do Francisco, e idealizadora do projeto Mãezinhas.com

    Comente com o facebook
  •  
  •  
  •  
  • Bruna Brenneisen
     
     
    Encontro Mãezinhas 2017 - Com Super Nanny
     
     

    MAIS LIDAS

    FOLLOW @BLOGMAEZINHAS
       
    https://api.instagram.com/v1/users/2234105776/media/recent/?access_token=2234105776.1677ed0.2dda7fa43df54a1193afd8bf7127e7c7&count=12
    Notice: Trying to get property of non-object in /home/blogbruna/public_html/restrito/pg/configuracoes/_configGerais.php on line 200

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/blogbruna/public_html/restrito/pg/configuracoes/_configGerais.php on line 200

    Bruna

    Brenneisen

    QUEM É ELA?

    Publicitária, 24 anos, mãe da Clarinha e do Francisco.

    É casada com Darlan, um papai designer e empreendedor muito dedicado, que não poupou esforços para dar vida a este grande projeto, chamado mãezinhas. Apaixonada pelas palavras escritas, criou o blog para compartilhar das experiências maternas com outras futuras e atuais mamães. Seu maior sonho sempre foi ser mãe, e torná-lo real dia após dia, torna-se uma grande e maravilhosa aventura da vida real, encarada corajosamente por tantas e tantas mulheres pelo mundo a fora.

  •  
  •  
  •  
  •  
    Copyright © 2019. Mãezinhas Todos os direitos reservados.
    Mãezinhas