Mãezinhas
  •  

    Barrigudinhas

  •  

    Mãezinhas

  •  

    Pequenos

  •  

    Dicas

  •  

    Família

  •  

    Festas

    • 0

      Mãezinhas

      Desabafo sincerão e confuso

      09/11/2017 POR Bruna Brenneisen

      Não porque eu não soube como escrever ou como me expressar, mas porque eu nem ao mesmo sei o que venho sentindo nessas últimas semanas.

      Dá pra ter um blog e não ser blogueira? Talvez essa pergunta não faça sentido. Possivelmente a resposta até venha a ser negativa, porém, se partimos do princípio que dá pra ter um filho e não ser mãe ou pai, então, a resposta pode ser: “claro”. Inclusive, tem uma frase que usei no meu discurso da formatura em homenagem aos pais, que diz: 

      “Parir não faz da mulher mãe, 
      e doar material genético 
      não torna o homem pai, mas sim, 
      o amor que corrige e orienta no caminho do bem propiciando 
      auto-estima e segurança 
      na formação daquele 
      que trazemos e por quem somos 
      responsáveis neste mundo.” 
      Monicka Christi

      Partindo dessa definição eu gostaria de me abster do paradigma a mim imposto que me define como “blogueira”já que sou autora de um blog. Isso pelo peso que esse significado carrega nos dias de hoje. Eu simplesmente amo e acompanho vários blogs. Entretanto, na minha realidade, ser definida assim me aflige. Calma que eu explico.

      São milhares os“influenciadores digitais”espalhados pelo mundo a fora. Com essa forte eminência dos produtores de conteúdo digital, está claro que essa pode ser sim uma profissão, e se alguém em pleno século 21 não enxerga dessa forma, sinto muito. Provavelmente seu conceito para a palavra “trabalho” está inadequada. Digo mais, essa certamente é a profissão do século! Acho incrível! Ganhar dinheiro, fazendo o que se gosta e levando um conteúdo positivo para as pessoas. - A parte do ganhar dinheiro fazendo o que se gosta não deveria ser surpresa pra ninguém, deveria mesmo ser uma regra pra toda profissão não é mesmo? - Mas, continuando, eu não estou aqui pra entregar resultados pra ninguém! Meu foco aqui não é ganhar dinheiro, fazer publicidade, ou receber presentes.

      Sempre soube muito bem aonde eu queria chegar, hoje com tantos acontecimento talvez saiba um pouco menos. Talvez eu seja mesmo uma metamorfose ambulante. Mas eu sei o que eu não quero, já ajuda? Só quero abrir um bloco de notas no computador e digitalizar meus sentimentos. Transcorrer linhas afora o que estou sentindo. Compartilhar comigo mesma e com quem QUISER ler como é desafiador e INCRÍVEL ser mãe.

      Mas eu não quero ter que divulgar isso a torto e direito. Não quero precisar avisar que eu publiquei uma foto nova e ter que pedir para que você vá lá no meu perfil curti-la. Vá se você quiser, mas não porque eu pedi! O seu like não deve fazer diferença na minha vida! O que são “likes” senão duas clicadas na tela de um celular? Tem tantas outras coisas acontecendo no mundo, milhares de pessoas defendendo o aborto, promovendo a arte numa criança tocar um corpo de um adulto nu, e comprando grandes brigas na internet porque algum ser humano chamou uma mulher que é mãe de mãezinha! (Juro que nunca pensei que as pessoas pudessem odiar ser chamadas assim). É sério isso? Em meio a tanta coisa gritante será que vale eu me preocupar com a quantidade de likes que meu selfie está gerando? Pra mim a resposta é NÃO. 

      Vejam que eu não estou dizendo que acho errado, eu estou dizendo que não gosto. Isso quer dizer que não questiono quem faça das coisas que eu não faço no que diz respeito ao comportamento de um blogueiro ou blogueira. Se blogueiro (a) é uma profissão, ela precisa ser executado com êxito, e aqui cabe muito bem aquele ditado popular que diz , “isso são ossos do ofício”, as coisas não tão agradáveis fazem parte. 

      Mas e se eu não querer essa parte ? E se eu não querer escrever um texto que a minha audiência quer ouvir, já que as vezes ela parece só se interessar por coisas banais e que eu não quero investir meu precioso tempo falando. 

      E se eu querer falar de maternidade de forma leve e bem humorada, mas de vez em quando também falar sobre assuntos polêmicos, não pra gerar polêmica mas, porque realmente me importo com a temática deles?

      Eu estou nesse mundo me descobrindo. E o que venho descobrindo a cada novo dia é que não gosto dos padrões, que eles me incomodam. Eu não me sinto bem fazendo o que todos fazem, e por vezes até me esforço pra fazer alguma coisa ou outra, mas quando eu não gosto, isso me faz um mal danado.

      Não posso publicar aqui tudo que estou pensando ou sentindo nas últimas semanas, porque nem eu mesma sei. Talvez eu esteja um pouco decepcionada com o ser humano. Com a falta de empatia no mundo, falta de amor, solidariedade, falta de querer o bem das pessoas! 

      O que eu sei é que não quero provar nada pra ninguém, senão pra mim mesma. Sempre fui e serei motivada por desafios, e procrastinar não é uma palavra que consta no dicionário da minha vida. Talvez por isso eu automaticamente exclua desse dicionário a palavra “desistir”. Mas e se desistir for bom? Será que desistir é sempre ruim? Ruim pra quem? E se a palavra certa não for desistir mas mudar? Ahhh, a palavra do ano mais comentada é “resiliência”né ? Taí, acho que ela explica bastante coisa pra mim hoje.

      É muito bom estar aqui podendo ser eu mesma. É muito bom também quando alguém que “me lê” e se identifica com essas palavras. Mas se você não se identificar e até se for oposta a elas, ou se simplesmente não entender bulhufas do que elas querem dizer, tudo bem. Ainda sim alcancei êxito, quando escrevi nas entrelinhas desse post o que está nas entrelinhas do meu coração.

      Como de costume, um abraço fraterno e até mais!

      Desabafo sincerão e confuso

      A mãezinha

      Bruna Brenneisen

      Publicitária, 23 anos, mãe da Clarinha e do Francisco, e idealizadora do projeto Mãezinhas.com

    Comente com o facebook
  •  
  •  
  •  
  • Bruna Brenneisen
     
     
    Encontro Mãezinhas 2017 - Com Super Nanny
     
     

    MAIS LIDAS

    FOLLOW @BLOGMAEZINHAS
       
    https://api.instagram.com/v1/users/2234105776/media/recent/?access_token=2234105776.1677ed0.2dda7fa43df54a1193afd8bf7127e7c7&count=12
  • Lembro-me de assinar os cadernos de perguntas das minhas amigas quando tinha 8 anos e sempre que tinha que responder a questão:
  • Cabelos bagunçados, pés descalços e muita alegria numa manhã de segunda-feira cinza. Quando a companhia é boa, não é preciso de mais nada para ser feliz! 
Quero muito mais disso pra minha vida. Todo dia! ❤️ #irmãos #filhos #felicidade
  • Juro que passearia todo dia de bicicleta com essa vista linda e com esses companheiros mais lindos ainda! 💙

#família #férias #bike
  • Minha Moana! 💙

#princesa
  • Brincar, brincar e brincar de novo! 
#maternidade #filha #férias #praia
  • Deus, por hoje só me resta dizer: obrigada! 
Feliz ano novo, povo! ❤️
  • Meu poço de amor de fundo infinito! 💕 
#maternidade #filha #mãedemenina
  • São dobrinhas que você quer!? 💕💕💕 #maternidade #filho #mãedemenino
  • Amigas secretas mais lindas do universo! 💕 #afilhada #filha #natal
  • Que o seu natal seja cheio de Deus, e cercado por quem você ama! 💕

#feliznatal
  • Não sei nem que legenda dar. Esses três sorrisos kids são inexplicáveis!💕
  • Dia de assoprar as velinhas (com dois dias de antecedência, já que dia 25 a maioria das pessoas já tem compromisso, rs). Obrigada Deus, por me permitir ser tão feliz ao lado de pessoas que amo tanto. Que tenha início mais um ano sob o olhar e a mão de Deus! 🙏🏼
#thanksgod #25anos #família
  • Bruna

    Brenneisen

    QUEM É ELA?

    Publicitária, 24 anos, mãe da Clarinha e do Francisco.

    É casada com Darlan, um papai designer e empreendedor muito dedicado, que não poupou esforços para dar vida a este grande projeto, chamado mãezinhas. Apaixonada pelas palavras escritas, criou o blog para compartilhar das experiências maternas com outras futuras e atuais mamães. Seu maior sonho sempre foi ser mãe, e torná-lo real dia após dia, torna-se uma grande e maravilhosa aventura da vida real, encarada corajosamente por tantas e tantas mulheres pelo mundo a fora.

  •  
  •  
  •  
  •  
    Copyright © 2018. Mãezinhas Todos os direitos reservados.
    Mãezinhas