Mãezinhas
  •  

    Barrigudinhas

  •  

    Mãezinhas

  •  

    Pequenos

  •  

    Dicas

  •  

    Família

  •  

    Festas

    • 0

      Mãezinhas

      Quando ser pai e mãe dói

      22/11/2016 POR Bruna Brenneisen

      São muitas as dores da vida materna e paterna. É como um jardim enorme, repleto por inúmeras flores e folhas de variadas espécies, cores e perfumes. A beleza predomina a todo momento, porém, em meio a um universo em que o amor transcende qualquer sentimento inimaginável, os espinhos insistem em aparecer por entre as flores. E ferem.

      Ser mãe e pai é sem sombra de dúvidas a mais fascinante, emocionante e apaixonante aventura que alguém pode viver. Mas ssim como a roseira, que apesar de tão bela e delicada, tráz consigo aquele perigoso espinho, a vida de uma mãe e de um pai também possui por entre as inúmeras coisas boas, suas dificuldades.

      A maior de todas elas é a doença de um filho. Certamente não há nada pior do que ver um dos nossos adoentado. Assistir em primeira mão o ser que mais amamos no mundo passando por limitações, sentindo dor e sofrendo é a última coisa que desejamos. É alcançar o ápice da própria impotência humana!

      Agora, há outro espinho, menor, é claro, mas que acerta em cheio o coração de qualquer pai e nos faz sofrer: o erro. O do filho também, mas principalmente o nosso próprio. É tão fácil errar, mas tão difícil lidar com o erro. A gente erra, tantando acertar. E tentamos repetir isso incessantemente a cada dia para aliviar a nossa culpa de nós mesmos. Mas essa é uma tentativa vã. Quando menos esperamos, tropeçamos em nossos próprios pés e caímos. E dói muito, muito mesmo.

      Sentimento parecido deve ser o de perder um pênalti no final de uma copa do mundo. Mas este é ainda mais fácil de ser compreendido, afinal, um dos dois times haveria de ter mesmo que ganhar. Mas dói, envergonha, entristece. É esbarrar na própria limitação.

      E assim os dias seguem, por entre os erros e acertos caminhamos na tentativa de nos fazermos melhores a cada dia. As vezes tudo que nos resta é chorar e pedir a Deus que nos ajude nessa importante missão. O que me alivia é saber que Ele também é pai, e que apesar de não errar, deve entender bem do que estou falando.

      Quando ser pai e mãe dói

      A mãezinha

      Bruna Brenneisen

      Publicitária, 23 anos, mãe da Clarinha e do Francisco, e idealizadora do projeto Mãezinhas.com

    Comente com o facebook
  •  
  •  
  •  
  • Bruna Brenneisen
     
     
    Encontro Mãezinhas 2017 - Com Super Nanny
     
     

    MAIS LIDAS

    FOLLOW @BLOGMAEZINHAS
       
    https://api.instagram.com/v1/users/2234105776/media/recent/?access_token=2234105776.1677ed0.2dda7fa43df54a1193afd8bf7127e7c7&count=12
    Notice: Trying to get property of non-object in /home/blogbruna/public_html/restrito/pg/configuracoes/_configGerais.php on line 200

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/blogbruna/public_html/restrito/pg/configuracoes/_configGerais.php on line 200

    Bruna

    Brenneisen

    QUEM É ELA?

    Publicitária, 24 anos, mãe da Clarinha e do Francisco.

    É casada com Darlan, um papai designer e empreendedor muito dedicado, que não poupou esforços para dar vida a este grande projeto, chamado mãezinhas. Apaixonada pelas palavras escritas, criou o blog para compartilhar das experiências maternas com outras futuras e atuais mamães. Seu maior sonho sempre foi ser mãe, e torná-lo real dia após dia, torna-se uma grande e maravilhosa aventura da vida real, encarada corajosamente por tantas e tantas mulheres pelo mundo a fora.

  •  
  •  
  •  
  •  
    Copyright © 2019. Mãezinhas Todos os direitos reservados.
    Mãezinhas